©

A Grande Viagem do Papai Noel  Um livro para crianças de  Marlies Klein

Adaptação en Portugues de Angelo Barbosa Pereira

 

 

 

English Translation by Peter Czukor: 

 Santa's Grand Tour

Versão original en alemão: 

 Die grosse Reise des Nikolaus

   

Download: 

o livro desta estoria em Portugues para imprimir (8 MB PDF)

   

Bild0140.JPG (21748 Byte)

 

Meu pequeno Reinaldo,
no seu sexto aniversário,
em 5/12/1957,
visto por sua mãe.
02_60.JPG (28583 Byte)

 

É dezembro, o vento sopra frio
e a neve cobre o vale e a beira do rio
pela janela fita um menino a paisagem
"Hoje à noite vem Papai Noel
pensa ele preocupado, só de passagem
e faz uma cara de aflito."
Aí seus irmãos mais velhos dizem:
"Ele vai te bater com o bastão
vai te enfiar num saco, ai que medão!
E te levar para o meio do grotão".
lágrimas lhe escorrem nas faces,
o menino lhe apertando o coração.
03_60.JPG (21070 Byte)

 

Flocos de neve dançam ao vento
quem é que vem lá correndo?
É minha irmã mais velha,
com uma sacola
já voltando da escola.
04_50.jpg (19569 Byte)

 

Ela pega o irmão no colo
"Está chorando por quê?
acha que Papai Noel
vai te levar para o bosque?"
Ouça meu bem, vou lhe contar tudo
que o céu nos reserva, contudo
mandou hoje Papai Noel muitas mensagens
lá do céu, foi uma grande viagem
em poucos dias já é natal.
Você pode até pensar
nem tudo Papai Noel pode dar.
Vou-lhe descrever agora nessas imagens
do Papai Noel a grande viagem.
 
05_55.JPG (26327 Byte)

 

Voando alto no céu
balões fazem um escarcél.
Dá para ver como eles sobem ao léu
e se perdem na imensidão, ó noel.

Lá sobe um balão branco
cá para baixo grita o velhinho :
"Digam às crianças da terra
que precisam ser boazinhas!"
Por mais algum tempo ainda
acena Papai Noel ao dizer sua mensagem.

Há quinhentos anos ele à terra
no inverno vem
para presentear as crianças
que pensam no nascimento do
Jesus menino e no bem.
Antigamente viveu ele como
bispo em myra, no mar negro
gostava demais das crianças
e as ensinava a rezar a deus,
Nosso Senhor e a São Pedro.
06_55.jpg (18632 Byte)

 

Lá vai o balão branco solto voando
entre as nuvens, pelo céu.
Na cesta de vermelho, Papai Noel
seu bravo burrinho debruçado no canto.

Longamente ele olha a paisagem
e vai curtindo a viagem.
Todo alegre vai o burrinho
"Agarre-se firme, amiguinho!
Estamos voando baixinho
sobre a casa do vizinho".
Bild1050.JPG (19976 Byte)

 

Dá para ver as pontas dos alpes
brilhando na neve aos raios do sol.
Campos, vales, rochedos e gelo
lá embaixo repousa imenso
e calmo o lago.
08_50.jpg (23191 Byte)

 

O velho olha de vez em quando
no seu livro de navegação.
Ai, que livro pesadão!
o vento sopra tão forte
"Acho que estou indo pro norte".

 
09_60.JPG (18179 Byte)

 

No fundo do vale la embaixo
ele vê o rio, a correnteza
e para ver tanta beleza.
O velhinho se inclina sobre pontes e o riacho
tudo coberto de neve. A mata,
a cachoeira brilhando
como prata.
11_55.JPG (26644 Byte)

 

Ele voou sobre muitos lugares,
viu as nuvens se formarem,
passou sobre vilas e vilarejos,
cidades, igrejas e mares.
“Como passa rápido o tempo,
em breve será hora do ensejo”.
Bild1250.JPG (22767 Byte)

 

13_60.JPG (5311 Byte)

Papai Noel olha lá para baixo,
vai mostrado tudo ao burrinho
"Olhe, as casinhas, o estábulo, o riacho
o bosque, o campo, amiguinho".

14_45.JPG (21803 Byte)

 

Com alegria Papai Noel lá do alto esvazia
um saco cheio de balas saborosas,
mas, ó, esse saco nunca fica vazio,
de onde ele tira tantas coisas gostosas?
Lá embaixo as crianças brincam. Que gritaria!

 

Lá de cima ele vê o lago, o vale,
os telhados, tudo branco de neve.
Dá uma olhada na bússola e no relógio.
“Só mais dez minutos. isso é lógico.”
Por fim avista no bosque a sua casa,
Papai Noel ali todo ano passa.
16_55.JPG (20306 Byte)

 

Ali no meio aterrissa o balão,
a boa camponesa já o espera
e o ajuda com a mão.
17_80.JPG (18167 Byte)

 

A camponesa mantém a casa quentinha,
já fez cafe, bolo e merendinha.
E do capim também não se esqueceu,
pois o burrinho ainda não comeu.
 
18_55.JPG (15535 Byte)

 

Papai Noel descansa no sofá de orelhas,
o burrinho dorme a seus pés
deitado ali no chão, de viés.

No céu reluzem as estrelas.
A camponesa bate à porta:
“Já está na hora de partirem
vamos comer já a torta”.
19_45.jpg (21864 Byte)

 

Agora partem Papai Noel, e burrinho
floresta adentro enquanto.
Flocos densos caem de mansinho.
Tudo branco , barba, capuz, e manto,
esquilos brincam nos pinheiros em todo canto.
20_45.jpg (17899 Byte)

 

Todos os animais à sua volta
o seguem pelo caminho,
querem ver o bom velhinho.
Até os veadinhos vieram.
Enquanto vai tirando do saco
para todos um bom lanchinho.
21_55.JPG (30415 Byte)

 

Ao longe os pinheirinhos
rebrilham de neve e estrelas.
Lá brilham tambem as luzinhas
nas casas, cidades e vilas
onde meninos e meninas
esperam pelo bom velhinho.

 
22_55.JPG (24747 Byte)

 

Nosso Pedro dentro da sala
de ansiedade quase perde a fala
e diz para sua irmã com certeza
"Daqui a pouco ele chega."
A neve densa cai sem compasso
até mamãe já ouve seu passo.
Corre para a janela e olha o céu
vejam, lá vem Papai Noel.
23_55.JPG (23318 Byte)

 

A irma corre para a porta
Papai Noel esta la fora.
"Boa noite", diz ela cantando
"Ja o estavamos esperando.
Hoje a tarde vi no ceu passar
seu balao branco a brilhar.
Mamae o chama la dentro,
para o burrinho vou pegar alimento,
espere so um momento.

 
24_55.JPG (28850 Byte)

 

Na nossa aconchegante sala
o menino tremendo e sem fala
se encosta contra a parede.
Papai Noel lhe estende a mao
e lhe pergunta sorridente
se ele e bom menino ou nao.

"Ai ai Papai Noel vai descobrir
as coisas ruins que eu fiz"
pensa Pedrinho aflito
"No seu livro esta tudo escrito".
25_55.JPG (22806 Byte)

 

E o velhinho se poe a falar
"Bonzinho nao foi nenhuma vez"
e começa entao a recitar
as coisas ruins que Pedrinho fez.


"Voce nao obedece,
grita, faz e acontece.,
seus irmaos mal podem estudar
com tanto barulho a atrapalhar.
Nao quer dormir
nem lavar as maos
escovar os dentes nem pensar
de açucar come torrao.
Bons modos e que nao sao
nao gosto nada disso, nao,
e faz uma cara de mal.
26_55.JPG (17355 Byte)

 

27_40.JPG (7474 Byte)

Papai Noel observa o menino a chorar
lagrimas grandes feito avelãs.
Começa, no livro, a procurar
algo de bom que possa o menino salvar.

 

Então muda de expressão:
Uma abelha,voce salvou
que no copo quase se afogou.
Cuida da vaquinha da vizinha,
da comida ao passarinho,
ajuda a mãe na cozinha,
cuida bem do livro de figura,
e ainda passa a roupa limpinha.

28_35.JPG (4076 Byte)

E os dois sorriem novamente
ele esvazia a sacola de docinhos
no meio do ambiente,
maçã, bolo de mel
vamos agora procurar
chocolate e docinhos
rolam para baixo do armario e da cristaleira
debaixo do banco e da cadeira
e com ar de felicidade
lê uma poesia sobre a bondade.

A mãe tambem sorri alegremente
"caro Papai Noel, eu te agradeço tanto
por ter feito nosso filho contente".

 

"Agora preciso ir embora
vou visitar outras criancas
sem demora
seja bom, ajuizado e piedoso
daqui a um ano eu volto de novo".

A mãe fecha a porta
as criancas vão para a cama
o relógio bate nove horas
já se faz tarde.
Pedrinho faz sua oração
"Meu bom deus estenda sua mão
sobre nossa cidade,
sobre nosso país
conforte os doente e tristes
que não tenha fome
a criança pobre
e permita que a paz abra suas asas
sobre todas as nações do mundo."
29_50.JPG (20254 Byte)

 

Após três dias, então,
ele parte no seu balão.
31_55mod.JPG (21624 Byte)

 

Antes do primeiro raio de sol
ele parte deixando para trás
cabanas, montanhas e farol.
A neblina ainda cobre a cidade
Papai Noel voa pelo céu
para longe da terra.
32_55.JPG (24606 Byte)

 

E escreve no seu livro pesado:
"Não encontrei nenhum menino levado".
33_55.JPG (25195 Byte)

 

Eles voam para longe da cidade
chega ao fim a grande viagem
e a nossa estória também.
34_60.JPG (26474 Byte)

 

Depois do 21. Nov. 2005 ese libro foi visto por persoas veces (so a versao em portugues).